Blog

O que o Marketing de Conteúdo pode fazer pelo Futebol em tempos de COVID-19?

06/05/2020 publicado por: Perossi

Já parou para pensar no quanto o Marketing de Conteúdo se tornou uma peça ainda mais relevante, diante do novo Coronavírus, especialmente quando falamos de Futebol? Ou você ainda não enxerga qual seria a relação entre Futebol, Covid-19 e Marketing

Amir Somoggi, consultor de gestão e marketing esportivo da Sports Value, em live transmitida recentemente, foi enfático ao declarar que será de responsabilidade de cada clube, demonstrar condições de melhorar suas ações de marketing e engajamento nas redes sociais, caso queira se manter relevante no cenário dos esportes.

Autoridade no tema, Amir deixou algumas importantes reflexões e constatações durante a live. Confira a seguir e veja o  Marketing de Conteúdo pode fazer pelo Futebol em tempos de Covid-19.

7 constatações sobre como é necessário o Futebol brasileiro se reinventar, investindo no Marketing de Conteúdo

        A Covid-19 já deixa como legado, a digitalização;

        A digitalização se trata de uma alternativa de tentarmos sobreviver à crise;

        Estratégias de conteúdo já são, há algum tempo, notadas em diversas áreas, contudo, a tendência é que elas sejam ainda mais cobradas dos clubes brasileiros;

        Para conquistar patrocínio para o clube, não basta oferecer um espaço no uniforme do clube. Agora, certamente o patrocinador vai questionar sobre os conteúdos no site oficial do clube, por exemplo;

        Caso os conteúdos representem somente a presença de um banner, a marca terá a ideia (correta, aliás) de que o clube está parado no tempo;

        É nítido que isso ocorre no futebol nacional atualmente. Mesmo com um universo digital, clubes ainda são geridos por pessoas com mentalidade das décadas de 1970, 1980.

Durante a live, o CEO da Spots Value declarou:

  1. “O marketing de conteúdo está em qualquer reunião de patrocinadores. Há a busca por tornar o Real Madrid, o Barcelona cada vez mais relevantes. Atualmente, o garoto escolhe entre o Cristiano Ronaldo e Marvel, por exemplo. Os clubes perceberam a necessidade de ofertar uma experiência de consumo”.

Marketing de Conteúdo e Futebol: clubes brasileiros dão exemplos de como não construir um legado para expandir suas respectivas marcas

Na visão de Amir, o Corinthians é um dos exemplos de como perder a chance de expandir sua marca e construir um legado de marketing.

Segundo ele:

“ O Corinthians  foi disputar o Mundial de Clubes em uma “invasão” repleta de torcedores e o clube não construiu nada relevante em cima disso. Não é uma questão de conteúdo, é visão de negócio. O São Paulo é tri campeão mundial, ganhou três Brasileiros consecutivos e faturou R$ 21 milhões em patrocínios em 2019. Muito menos que o Manchester City, clube que nunca venceu a Liga dos Campeões e que até pouco tempo não tinha nenhuma projeção!”

Fonte: Lance 

Diante dos apontamentos do consultor, o que podemos concluir sobre o que o Marketing de Conteúdo pode fazer pelos clubes brasileiros? 

Com certeza, ajudar os times a transformarem um jogo de futebol, em uma experiência rica, um espetáculo, como se fosse a apresentação de um rockstar. 

Afinal, futebol envolve paixão, entrega, e faz parte da vida de boa parte das pessoas. Se relacionar de uma forma mais próxima com os torcedores, marcar presença de maneira relevante nas redes sociais, criar conteúdos digitais capazes de interagir e engajar o público, nunca foi tão importante.

E você, o que pensa a respeito? Que tipos de ações você espera de seu clube no meio digital? Conte pra nós!

Tags: #Conteúdo #Marketing Esportivo #Marketing no Fubebol #Negócios
Falar no whatsapp
Posso ajudar?
Olá, posso te ajudar?